291 982 436 - 291 982 427



Porto Santo - Ilha de rara Beleza.

A ilha do Porto Santo foi descoberta em 1418, por João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira, um ano antes da ilha da Madeira. De início dizia-se ser em 1418, agora, alguns historiadores dizem ter sido em 1419. A origem do nome “Porto Santo”, surge como resultado, de navegantes que encontraram nesta ilha um porto de salvação e por lhes ter oferecido refúgio, no decurso de uma terrível tempestade. Situada em pleno Oceano Atlântico, com proximidade geográfica da Ilha da Madeira (a 50 Km) e apresentando em relação a esta um enorme contraste paisagístico. É a mais pequena ilha habitada do Arquipélago da Madeira, com 42,17 Km² de superfície, 11,4 de comprimento por 6 de largura, a ilha apresenta uma configuração pouco montanhosa e seus ilhéus adjacentes; Ilhéu de Baixo ou da Cal, Ilhéu de Cima ou do Farol, Ilhéu de Fora ou da Rocha Nordeste, Ilhéu da Fonte de Areia e Ilhéu de Ferro. Ainda assim, as poucas elevações existentes são, sobretudo, mais notórias a Norte, com destaques para um extenso pinhal aí existente e ainda para o Pico do Facho, cujo cume não excede os 517 metros. No que respeita à costa Sul da ilha, podemos verificar uma paisagem que é dominada pelo dourado dos 9 Km de areias, com muitíssimas e raras qualidades medicinais, que fazem da praia do Porto Santo, seguramente, uma das mais belas da Europa e uma das Maravilhas de Portugal. Foi elevado a concelho em 1835 e atualmente, Porto Santo constitui um só concelho com uma só freguesia, tendo sido elevada à categoria de cidade, Vila Baleira, a 6 de agosto de 1996. É, portanto, uma pequena superfície insular, cuja população ultrapassa os 5000 habitantes.

A freguesia

A ilha do Porto Santo, em virtude de ser uma ilha de reduzida dimensão e com pouca população, sempre teve uma única freguesia a que lhe foi dado o nome de Nossa Senhora da Piedade, cujo orago é o da sua igreja paroquial. Gaspar Frutuoso deixa nota datada de 1590 que o orago e o nome da freguesia era o Salvador, mas na verdade, em documentos anteriores àquela data, já se dizia que o orago era Nossa Senhora da Piedade e julgamos nunca ter sido outra. O diploma mais antigo, mencionado no Elucidário Madeirense, 3º Volume, p. 111, encontrado no Índice Geral da Antiga Provedoria da Real Fazenda é o alvará régio de 3 de janeiro de 1529, onde apresenta o vencimento do pároco em dinheiro e em bens materiais, o que nos indica já existir paróquia com o referido nome, anterior à existência da freguesia, cuja data da sua criação não conseguimos encontrar. Hoje, denomina-se por Junta de Freguesia do Porto Santo.


Por Lucília Sousa